QUEM SOMOS ?

QUEM SOMOS ?
Marcos e Josilene Deco, unidos pelo segundo matrimônio, somos pais de 6 filhos, sendo 4 do meu primeiro casamento e 2 do primeiro casamento dela. Conheço Yeshua nosso salvador desde 1995 e a Josilene nasceu numa família de crentes. Ela formada em Serviço social e eu cursando Letras. Fui consagrado ao ministério pastoral em 2003, iniciei um processo de conhecimento das Raízes da fé judaica, o qual me entreguei totalmente. Hoje trabalhamos para o reino de forma mais liberal, sem vínculos eclesiásticos, mas servindo ao corpo naquilo que possível. Nossa função tanto no blog quanto em toda a nossa vida é testemunhar a salvação por nós recebida pela fé no Mashiach Yeshua. Amém.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Reconstruindo os muros 3 (A resistência)



TORAH (Instrução)


A resistência 






Vamos dar continuidade a nossa série de estudo intitulados Reconstruindo os muros, hoje sobre o subtitulo de (A resistência). 


Ora, quando Sambalate ouviu que edificávamos o muro, ardeu em ira,indignou-se muito e escarneceu dos judeus; e falou na presença de seus irmãos e do exército de Samária, dizendo: Que fazem estes fracos judeus? Fortificar-se-ão? Oferecerão sacrifícios? Acabarão a obra num só dia? Vivificarão dos montões de pó as pedras que foram queimadas? Ora, estava ao lado dele Tobias, o amonita, que disse: Ainda que edifiquem,vindo uma raposa derrubará o seu muro de pedra. 


Neemias 4. 1 ao 3. (Versão JFA)


Vou transcrever este mesmo texto, porém na versão (Bíblia Hebraica 2016)


"Mas quando Sanvalat, Toviá, os árabes, os amonitas e os ashdoditas perceberam que a recuperação dos muros de Jerusalém ia adiante e que suas brechas estavam sendo fechadas , ficaram deveras injuriados, e todos juntos conspiraram para pelejar contra Jerusalém e ali semear a destruição. Mas nós oramos ao nosso DEUS e nos pusemos em guarda contra eles dia e noite.

Veja como na versão da Bíblia Hebraica enfatiza mais a resistência, dando uma conotação maior de guerra, de conspiração,de destruição. Na versão JFA fica mais parecido apenas com murmuração, palavras e nada além disso. Porém vamos constatar pelo desenrolar da história que foi uma oposição física mesmo. No próprio capitulo 4 identificamos traços de guerra. (Leia todo o capítulo)

Baseado neste entendimento vamos usar a Bíblia hebraica como base do nosso estudo, devido ao tema ser mais contundente nela. E como não pode faltar, vamos embasar o mesmo tema na TORAH, que é a raiz de tudo. 

Naquele mesmo dia Faraó deu ordem aos exatores do povo e aos seus oficiais, dizendo: Nao tornareis a dar, como dantes, palha ao povo, para fazer tijolos; vão eles mesmos, e colham palha para si. Também lhes imporeis a conta dos tijolos que dantes faziam; nada diminuireis dela; porque eles estão ociosos; por isso clamam, dizendo: Vamos, sacrifiquemos ao nosso Deus. Agrave-se o serviço sobre esses homens, para que se ocupem nele e não dêem ouvidos a palavras mentirosas. 

(Êxodo 5. 6 ao 9) 


Veja que Faraó ao receber a noticia de que o ETERNO queria restaurar a liberdade do povo, sua primeira ação, repito, ação foi dar estas ordens que vimos acima. Fica claro que sempre haverá resistência.


Se você decidiu no seu coração fechar todas as brechas, não tenha dúvidas, haverá restrição. Mas a questão não é essa a ser evidenciada, e sim como lidar com isso? Vamos analisar como Neemias se comportou e colocar em prática.




"Mas nós oramos ao nosso DEUS e nos pusemos em guarda contra eles dia e noite." 

(Nee. 4.3.)


A primeira atitude dele foi orar. 

Levar ao ETERNO suas batalhas é a forma mais sábia de vence-las. Não podemos vencer sem a intervenção do TODO PODEROSO, e Neemias sabia disso, então foi recorrer a quem podia fazer algo. Ele não tinha poder bélico para enfrentar seus inimigos, mas ele tinha ao seu favor o poder do ETERNO. 

Talvez você não tem vencido porque tem lutado com suas armas, com suas forças, com seu jeito, com suas habilidades, e digo, não vai funcionar. Davi foi lutar contra Golias com a armadura de Saul, e logo percebeu que não iria dar certo, porque a armadura representava lutar com minhas armas, e Davi estava acostumado a lutar contra leões e ursos usando as armas do ETERNO, que nunca houvera falhado e não seria agora.


Quando Ezequias ouviu as afrontas do inimigo ele imediatamente vai para o templo buscar a face DAQUELE que podia fazer algo. (Isaías 37.1...)


Meu amado, essa luta para você é descomunal, o gigante é mais forte que você, o exército é grande, tudo parece perdido, e vai mesmo porque você insiste em lutar com suas forças. Rasgue suas vestes, coloque-se de joelhos e ore, ELE pode. Não lute do seu jeito, não trace estratégias, essa peleja não é sua. Se esconda no esconderijo do altíssimo, entre na brecha e verá ELE lutando por você. 


"Mas nós oramos ao nosso DEUS e nos pusemos em guarda contra eles dia e noite." 
(Nee. 4.3.)


A segunda atitude dele foi vigiar.


Veja que ele foi orar e se colocar em guarda, em vigilância, para manter seguro o perímetro. As vezes vencemos batalhas e relaxamos, e o adversário aproveita para atacar. O texto diz que vigiavam dia e noite. 


Devemos vigiar no que falamos, de quem falamos, no que vemos, ouvimos, transmitimos. Tudo tem que estar debaixo da santidade, para depois da brecha fechada não venhamos a abrir novamente. Ao orar o ETERNO, ELE te dará forças, estratégias e o que for necessário para fechar as brechas, porém ao vigiar mantemos as brechas fechadas.


Embasando na B´rit Hadasha.


A batalha sendo levada a quem pode resolver. 


E eis que certa mulher, que havia doze anos padecia de uma hemorragia, chegou por detrás dele e tocou-lhe a orla do manto; porque dizia consigo: Se eu tão-somente tocar-lhe o manto, ficarei sã. Mas Jesus, voltando-se e vendo-a, disse: Tem ânimo, filha, a tua fé te salvou. E desde aquela hora a mulher ficou sã. 

(Mateus 9. 20 ao 22.)




Orar e vigiar.




Vigiai e orai, para não cairdes em tentação. (Mateus 26.41)


Conclusão:

Temos muitas brechas a serem reparadas, e quando entendemos isso damos o primeiro passo para essa reconstrução. Quando então dispomos o coração nesse sentido, damos então o segundo passo. Ao orar buscamos forças do nosso SENHOR, para colocar em prática a reconstrução, dando inicio então ao terceiro passo. A medida que a obra começa a ser feita, precisamos vigiar constantemente para que satanás não destrua o que está sendo feito. Mas lembre-se, satanás não pode simplesmente chegar e destruir, somente se abrirmos as brechas novamente, então ore e vigie .




Marcos Deco.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

TORAH (Instrução) 2° artigo da série "Reconstruindo os muros"


O que são as brechas?





Introdução:
 

      Neste artigo visamos a compreensão exata do que sãos essa brechas extremamente difundidas mas talvez não definida. E para sanar uma situação precisamos compreendê-la. Vamos analisar de acordo com o textos bíblicos a melhor definição de brechas. Talvez os mais afoitos ao ler dirão: "Brecha é pecado". Se pode ser definido assim, então precisamos definir o que é pecado, e não no sentido lato da palavra, mas de forma mais intrínseca com a Palavra do ETERNO. Não poderemos e não iremos nos enredar no erro de definir de acordo com o senso comum, como a maioria, sem uma apuração melhor dos textos, no tocante a este assunto. Para análise geral usaremos o livro de Neemias que compõe o TANACH ou Bíblia Hebraica e usaremos textos da B`rit Hadasha (NT) e obviamente como estrutura central a TORAH. Espero que de alguma forma todos sejam edificados com o presente artigo.


Que os teus ouvidos estejam atentos e os teus olhos contemplem as palavras desta oração que o teu servo está apresentando diante de ti, dia e noite, em favor de teus servos, o povo de Israel. Sim, confesso os pecados que nós, os israelitas em geral, temos cometido contra a tua pessoa. De fato, eu e o meu povo temos errado sobremaneira. Temos agido de forma perversa, corrupta e vergonhosa contra ti, e não temos obedecido aos teus mandamentos, nem respeitado os teus decretos e às leis que ordenaste a teu servo Moisés.


Neemias 1.6,7.


   Para contextualizar precisamos saber que o povo estava vivendo o exílio devido ao descumprimento da TORAH e amargavam o cumprimento da profecia que dizia que seriam espalhados por toda a terra caso não obedecessem os mandamentos. (Nee. 1.8) Lemos também no capitulo 1 que Jerusalém havia sido invadida e os muros e portas derrubados, causando assim brechas enormes. Se por um lado entendemos que os muros derrubados pelo inimigo são as brechas, por outro entendemos que o que ocasiona a brecha é os descumprimento da TORAH. Poderíamos então definir que o descumprimento da TORAH é pecado ou poderia ser chamado de pecado? Sim podemos definir a brecha como pecado. Primeiro porque o ETERNO disse que se não obedecessem a TORAH seriam espalhados por toda a terra, ou seja, exilio. Segundo porque aconteceu exatamente como descreve a TORAH, isto é, transgrediu o mandamento a consequência é certa. Mas veja comigo isto de forma mais contundente e mais nítida:


Toda pessoa que vive costumeiramente pecando também vive em rebeldia contra a Lei, pois o pecado é transgressão da Lei.

1 João 3.4


         Veja neste texto de forma clara, nítida e inquestionável a definição de pecado, que diga-se de passagem corresponde ao texto de Neemias e a TORAH. Se lermos este texto no original, no lugar de LEI, vamos encontrar a palavra ANOMIA, porém em Hebraico será a palavra VATORAH ou BATORAH.


כָּל-KÅLחֹטֵאCHOTEפֹּשֵׁעַPOSHEAבַּתּוֹרָהBATORÅHהוּאHUוְהַחֵטְאVËHACHETפְּשִׁיעָהPËSHYÅHבַתּוֹרָה:VATORÅH:








    Veja o texto em Português, hebraico e transliterado para que não haja duvida. A palavra VATORAH ou BATORAH que se traduz (a lei). Visto isso, não podemos definir pecado como especificações regionais, pelo contrario, nessa definição que acabamos de falar, o assunto se torna universal. Como assim? Definições regionais seria exatamente a definição de uma denominação por exemplo, Em X mulher usar calça é pecado, em Y não é. Isso seria transformar o pecado em bel prazer, ou seja, o que me interessa não é pecado, mas o que me agride moralmente é pecado, e a coisa não funciona assim. Quando definimos pecado como transgressão da TORAH, precisamos então saber se aquilo que temos como pecado, transgride a TORAH, sendo assim torna-se um conceito universal e não apenas um desejo egoísta de que isto ou aquilo seja pecado. Para muitos beber é pecado, para outros não é, o que a TORAH diz sobre o assunto? É assim que vamos definir o conceito de pecado. A questão é que as pessoas em regra geral definem pecado por atos "pecaminosos", isto segundo o desejo de cada um. É como você definir a laranja pelos gomos. O que é laranja? São gomos revestidos por uma casca etc. Porém a definição exata de laranja é (Fruto da Laranjeira)


Conclusão:

    Definição e conceito geral de pecado é TRANSGRESSÃO DA TORAH, e a partir deste ponto, iremos definir o que é pecado exatamente, ou seja, pelo crivo da TORAH. No texto de Neemias fica claro que aquele povo estava em exílio devido a transgressão da TORAH. Então abrir brechas é transgredir os mandamentos da TORAH, é não cumprir o que foi dito e ensinado por Avinu Mosher. E isto é exatamente o que diz o versículo 7 do capítulo 1: nem respeitado os teus decretos e às leis que ordenaste a teu servo Moisés. O evangelista João que esteve bem próximo de Yeshua e com certeza conhecedor da TORAH, define o conceito de pecado de acordo com a mesma, não andando na contramão do que lhe foi ensinado nas sinagogas. Saiamos então deste conceito romanizado de pecado e voltemos ao conceito judaico da nossa fé em todas as áreas. E como não podia faltar, pecado em hebraico é CHATA se lê (rratá) e significa literalmente errar o alvo. e nosso alvo é o Mashiach. Então não erre o alvo por influência de Roma que coloca nos olhos do homem uma venda para que não enxergue completamente a verdade.




Que o ETERNO te abençoe e te guarde e faça resplandecer seu rosto sobre ti e te dê o shalom.




Marcos Deco

sábado, 13 de outubro de 2018

TORAH (Instrução) Série de estudos reconstruindo o muro


TORAH (Instrução)  

Série de estudos

 construindo o muro


 
Reparando as brechas

Quando, porém, Sambalate, Tobias, os árabes, os amonitas e os homens de Asdode foram informados que os trabalhos de restauração nos muros de Jerusalém tinham avançado e que as brechas estavam sendo fechadas, ficaram furiosos. 

Neemias 4.7


Tendo ouvido Sambalate, Tobias, Gesém, o árabe, e o restante dos nossos inimigos que eu tinha edificado as muralhas e que nelas não havia mais nenhuma brecha, embora até então eu não tivesse instalado os portais em seus devidos lugares, 

Neemias 6.1

Como sempre ensino, todo e qualquer texto da Bíblia precisa estar embasado na TORAH para maior confiabilidade. (Lembrando que TORAH é Gênesis, Êxodo, Levíticos, Números, Deuteronômio.) 

Como então embasar este assunto profundamente abordado por Neemias na TORAH?

Quando Abrão completou noventa e nove anos, o SENHOR lhe apareceu e declarou: “Eu Sou El-Shaddai, Deus Todo-Poderoso, anda na minha presença e sê perfeito. 

Gen. 17.1

“...anda em minha presença e seja perfeito, sem brechas, ou em outras palavras usadas na B’rit Hadasha (NT)


“não deis lugar ao diabo” 


Efésios 4.27

Veja que já embasamos o assunto na TORAH, no TANACH (Toda a Bíblia Hebraica) e na B’rit Hadasha (NT).
Mas antes que eu entre no assunto discorrendo pela palavra do ETERNO, quero testemunhar como essa revelação chegou ao meu entendimento.

Em 2017 tive um problema na coluna que me deixou invalido por quase um mês. Fui ao médico e para sintetizar percebemos que era espiritual, ou seja, a medicina não daria resposta positiva para o caso.

Fiz então o que todo crente deve fazer, ir para os pés do SENHOR.

Num dado momento o ETERNO a quem sirvo de todo meu coração começou a falar comigo dizendo:

“Veja a vida de Daniel” e a primeira coisa que me veio ao coração é que aquele homem vivia uma vida tão entregue que não havia brechas em nenhuma área de sua vida. E como eu descobri isso, vejamos?

Daniel, porém, decidiu no seu coração não se tornar impuro consumindo as iguarias do rei, nem com o vinho especial servido à mesa real, e solicitou ao chefe dos oficiais permissão para se abster daqueles alimentos. 

(Daniel 1.8)

O texto que vamos ler a partir de agora é de suma importância para entendimento do assunto como um todo, então tenha toda atenção possível:

E aconteceu que, o mesmo Daniel foi tão notável entre seus colegas de liderança, e entre todo o colegiado dos sátrapas por suas qualidades extraordinárias, que o imperador planejava nomeá-lo para a função de governador geral do seu reino. Mas, assim que os seus colegas de liderança e todos os sátrapas tomaram conhecimento dessas intenções do rei, muitos passaram a procurar motivos para acusar Daniel em sua administração e governo, mas nada de mal conseguiam encontrar. Não puderam achar falta alguma em Daniel e em seu proceder, porquanto ele era leal; nele não havia qualquer desonestidade, desleixo ou erro algum.Então eles concluíram e murmuraram entre si: “Nunca encontraremos algum motivo forte o suficiente para denunciarmos esse Daniel, ... 

(Daniel 6. 3 ao 5)

Eles passaram a vigiar Daniel de tal forma que chega a ser inexplicável. Como você acha que eles sabiam que não havia desonestidade, deslealdade, desleixo ou erro. Conferiam tudo, olhavam os mínimos detalhes, estavam atentos. Mas Daniel havia fechado as brechas, todas as brechas. E sabe onde ele iniciou este fechamento de brechas?

Daniel, porém, decidiu no seu coração não se tornar impuro... 
(Daniel 1.8)

Isto significa literalmente,... anda na minha presença e sê perfeito.
Gen. 17.1

Queridos pasmem, mas estamos falando até agora de questões humanas de administração. Estamos falando de comprar e pagar, tomar emprestado e devolver, de cumprir os deveres como cidadão, respeitar as leis, não falar ao celular ou no watszap enquanto dirige, não furar filas, não reter o que é do outro sem consentimento, estamos falando de fechar todas as brechas visíveis aos homens. Estes que estavam ao redor de Daniel estavam atentos a todos os detalhes. Quantos de nós não passamos nesse teste, porque a todo tempo estamos abrindo brechas, e o inimigo está atento fazendo anotações e levando diante do ETERNO em forma de acusação. Querido, a menor brecha o inimigo anota e torna-se acusação diante DELE. Por isso ELE disse para Avraham...

“anda em minha presença e seja perfeito” 

...porque o adversário de sua alma andará ao seu derredor buscando uma brecha para te tragar, decida no seu coração não se contaminar com a impureza deste mundo.

Quantas anotações satanás tem feito, os vídeos que assistimos, dos comentários maldosos que fazemos, da falta de amor que exprimimos. Se os nossos celulares, computadores e outros fossem expostos, que vergonha passaríamos. Os programas e filmes que assistimos, novelas e coisas que visam a destruição e nos contaminamos com tudo isso. Quanto ódio destilamos quando as coisas não saem como queremos, quanta murmuração por coisas tão pequenas. Está tudo anotado no caderno do diabo e tem servido de acusação contra você noite e dia diante do TODO PODEROSO. Satanás está atento a tudo que fala, tudo que vê, tudo que escuta, a tudo que faz, cada ação, tudo que serve pra te acusar ele usa impiedosamente, feche todas as brechas senão será apenas mais escravo na Babilônia. 

E a situação pode ficar ainda pior? Pode sim, fiz uma pequena omissão em uma parte do texto para lidar com ela em segundo plano, veja: 

Então eles concluíram e murmuraram entre si: “Nunca encontraremos algum motivo forte o suficiente para denunciarmos esse Daniel, a menos que seja algo relacionado a lei do seu ELOHIM, Deus!”
(Daniel 6.5)

Estes homens chegaram ao cúmulo de observarem a vida espiritual de Daniel e compara-la a TORAH para então achar uma brecha. Satanás está de olho em sua vida espiritual, quantas atitudes que não condizem com a TORAH, quantas vezes achamos que estamos enganando o homem o podemos estar mesmo, mas não enganamos o diabo que está atento e muito menos ao TODO PODEROSO. Satanás conhece sua vida espiritual e sabe quem é você nas regiões celestes. 

Certo dia, um daqueles espíritos demoníacos lhes respondeu: “Jesus, eu conheço, Paulo, sei quem é; no entanto, vós, quem sois?”
(Atos 19. 15)

Você pode ser exímio cantor, pregador, obreiro, ter dons e habilidades, mas no mundo espiritual o que vale é uma vida reta, um caráter ilibado, Liberto de culpa, absolvido, inocentado, reabilitado, isentado, perdoado, justificado, puro, sem mancha, purificado, imaculado, limpo, impoluto, inconspurcado, intacto, íntegro, incorrupto, inatacável, intocável.

HaleluIA haleluIA haleluIA !!!

Não adianta ter dons, morar no monte, orar as madrugadas, fazer campanhas e ... se seu caráter não é transformado, se as brechas não foram fechadas. Há um grito celestial ecoando desde a eternidade dizendo:

“feche as brechas, anda em minha presença e sê prefeito”.

O ETERNO deseja fazer muito mais, mas é preciso fechar as brechas, todas, todas, todas, todas...

Amado (a) irmão(a) todo desvio de conduta é anotado e usado contra nós, então saiba que as mentirinhas para o marido, para esposa, para os filhos, para o chefe, para os pais, para os amigos para os discípuladores, pastores, para as ovelhas, para os discípulos etc, são anotados e... os as palavras fúteis, palavrões, piadinhas imorais, os olhares, o que você vê, envia, curte, compartilha, tudo está anotado e é usado contra nós diante do TODO PODEROSO pelo acusador das nossas almas, o diabo.

Anda na presença do TODO PODEROSO e sê perfeito em toda sua caminhada, não abra brechas e feche as que porventura existam. 



No amor do Mashiach Yeshua
 Marcos Deco. 



















quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Ampliando a visao

Torah(instrução)

Ampliando a visão

Então o SENHOR conduziu Abrão para fora da tenda e orientou-o: “Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes”. E prometeu: “Será assim a tua posteridade!”.
(Gênesis, 15.5)

Este versículo tem como contexto  um diálogo entre ELOHIM e Avraham,  onde claramente o homem revela seu estado de MIOPIA

( é uma condição do olho caracterizada por má visão à distância.)

Avraham enxergava somente o que estava perto, falando para ELOHIM que seu herdeiro seria aquele que estava entre ele, entre sua família,  aquele que podia enxergar. Em outras palavras ele estava dizendo que não via quem seria seu herdeiro visto não ter filhos. Sua condição míope lhe condicionava a ver somente o que estava perto.

Em contrapartida o ETERNO lhe diz:

conduziu Abrão para fora da tenda e orientou-o: “Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes”. E prometeu: “Será assim a tua posteridade!”.

1°) ELOHIM conduziu Avraham para fora da tenda. Isto é,  não limite o que vai ser feito mediante sua visão.  Abra os olhos, veja além do que você é capaz. Saia do seu mundo e vá para o mundo daquele que pode todas as coisas.

2°) olha para os céus,  ou seja, olha para o ETERNO,  olha pra quem pode realizar a obra completa. Olha para o Autor da sua fé e não para as circunstâncias.

3°) Assim será a sua descendência.  Se você ampliar sua visão,  assim como vê, assim será.

Então, lhes tocou os olhos, dizendo: “Seja-vos feito conforme a vossa fé”. (Mateus, 9. 29)

O que aconteceu com Avraham logo em seguida?

Abrão creu no SENHOR, e isso lhe foi creditado como justiça.
(Gênesis, 15.6)

Meu amado, não importa se você está condicionado à uma vida X, ou reduzido a uma condição Y, não importa se está preso numa ilha de problemas ou sufocado em um quarto de solidão,  ELOHIM te diz hoje:

Saia da sua tenda, saia dessa ilha de... desse quarto de... desse lugar que limita sua visão,  desse estado de miopia e veja o que ELE tem preparado para você.

Se você confiar hoje no SENHOR,  a promessa está feita, assim como foi com Avraham que se tornou pai de nações não tendo filho para deixar de herdeiro, assim será com você. ELOHIM transforma situações.

Amém amém.

                     Marcos Deco

Se edificou repasse. . .

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Altos e baixos

Torah( instrução )

Altos e baixos da vida.

Então Jesus lhe responde: “Vem!” E Pedro, deixando o barco, andou por sobre as águas e foi na direção de Jesus. Todavia, reparando na força do vento, teve medo, e começando a afundar, gritou: “Senhor! Salva-me!”
(Mateus, 14. 29 e 30)

Amados não é todo dia que estamos bem e fortes, há uma oscilação na caminhada. E isto é inerente ao homem não é  privilégio de um ou outro.   A imagem do exame de eletrocardiograma reflete bem esta verdade, esta oscilação.

Pedro passou por isso é outros também,  gigantes na fé sofreram com a oscilação da caminhada advinda dos tremores e temores internos.
Veja o patriarca Avraham:

Dali prosseguiu Abrão rumo às colinas a leste de Betel, onde armou seu acampamento, tendo Betel a oeste e Ai a leste. Edificou também nesse lugar um altar em sinal de louvor e adoração ao SENHOR e invocou o Nome de Deus.
(Gênesis, 12.8)

Depois de uma aparição magestosa do ETERNO  e cheio de fé Avraham levanta um altar e louvor ao REI.

O lugar que Avraham fez este altar se chamava BetEL  (EL de ELOHIM ou Deus e bet em hebraico casa) Avraham levantou um altar em um lugar chamado "casa de DEUS".  Ou seja, nesse momento ele estava em alta, cheio de fé,  cheio de vigor.  Ele segue sua caminhada e da "casa de DEUS" ele segue para:

Contudo, sobreveio grande escassez e fome sobre as terras de Canaã, e Abrão desceu para o Egito, para ali viver algum tempo, porquanto a falta de alimentos assolava a terra.
(Gênesis, 12.10)

Depois de uma experiência grandiosa ele vai para o Egito. No Egito ele mente em relação a sua esposa e quase perde a família devido a essa mentira.  O ETERNO cheio de misericórdia trabalha em prol dele e o resgata do Egito com vida e com a família.  Pura misericórdia do ETERNO,  porque Avraham havia sido falho e nos altos e baixos da vida se entregou e perdeu a fé naquele momento. Logo após este episódio ele sai do Egito e vai para:

Ele partiu do Neguebe rumo à cidade de Betel, indo de um lugar a outro, até que chegou a uma região que fica entre Betel e Ai, onde já havia estabelecido seu acampamento, no passado. Abrão voltou ao altar que ele mesmo havia edificado e adorou a Deus, invocando o Nome do SENHOR.
(Gênesis, 13. 3, 4)

Vendo o resgate do ETERNO e  sua graça ele volta a BetEL  (casa de DEUS ) onde havia feito um altar e renova ali sua aliança com o ETERNO.

Quero com isso que todos entendam que há altos e baixos para todos,  porém precisamos saber o caminho de volta à casa do PAI.  Relembre que o filho pródigo saiu da casa do PAI, mas quando se deu conta do erro voltou de onde nunca devia ter saído.

Hoje volte pata BetEL,  saia do Egito, saia da mentira, saia da destruição e retorne aos braços do PAI.

Amém amém

                     Marcos Deco

Se edificou repasse. . .

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

O desejo do ETERNO

Torah  (instrução )

O desejo do ETERNO

3. as grandes e maravilhosas provas que vossos olhos observaram, todos aqueles sinais e prodígios magníficos.
4. Contudo, até o dia de hoje o SENHOR não vos tinha dado um coração sensível ao entendimento, olhos e ouvidos perceptivos, capazes de ver e ouvir com discernimento.
5. ‘Durante os quarenta anos em que vos fiz caminhar pelo deserto’, disse Ele, ‘nem as vossas vestes, tampouco as sandálias dos vossos pés se gastaram!
6. Não tivestes pão para comer, nem vinho para beber, nem outra qualquer bebida fermentada, a fim de que pudesses chegar à compreensão de que Eu Sou Yahweh, o vosso Deus.’
(Deut, 29)

Depois de todos os grandes sinais que o povo viu desde a saída do Egito até aquele momento,  (entrada na terra prometida) eles não haviam entendido o propósito. 

O propósito é revelado no versículo 6.

Não tivestes pão para comer, nem vinho para beber, nem outra qualquer bebida fermentada, a fim de que pudesses chegar à compreensão de que Eu Sou Yahweh, o vosso Deus.’ (Deut, 29)

O ETERNO desejava que eles entendessem que ELE é o único ELohim  (Deus). Cada praga que caiu sobre o Egito destronava, destituia,   derrubava, jogava por terra a crença em  um determinado  deus egípcio.  Era o ETERNO dizendo:  "EU sou ELOHIM ". Depois vem os cuidados no deserto, dizendo : "EU sou vosso ELOHIM ".

Tudo que você passou, tem passado e vai passar são formas que o ETERNO usa para revelar a você que deseja ser ELOHIM em sua vida e que não há outro deus para você.

ELE nos tirou do Egito, nos deixou ter necessidades no deserto e hoje nos introduz numa terra que maná leite e mel para que saibamos que  ELE é o SENHOR.

Ore a ELE pedindo um coração quebrantado para entender que somente ELE é ELOHIM em nós.

Amém amém.

                     Marcos Deco

Se edificou repasse . . .

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Administração na Torah

Torah  ( instrução )

Administração bíblica.
Sê fiel no pouco e eu te colocarei no muito.

Digo também que o Reino será como um senhor que, ao sair de viagem, convocou seus servos e confiou-lhes os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro, dois e a outro, um talento; *a cada um conforme a sua capacidade pessoal*. E, em seguida, partiu de viagem. O que havia recebido cinco talentos saiu imediatamente, *investiu-os, e ganhou mais cinco.*
Da mesma forma, o que recebera dois talentos ganhou outros dois... Após um longo tempo, retornou o senhor daqueles servos e foi acertar contas com eles.
Então, o servo que recebera cinco talentos se aproximou do seu senhor e lhe entregou mais cinco talentos, informando: ‘O senhor me confiou cinco talentos; eis aqui mais cinco talentos que ganhei’.  Respondeu-lhe o senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel! *Foste fiel no pouco, muito confiarei em tuas mãos para administrar*. Entra e participa da alegria do teu senhor!’.
(Mateus, 25. 14 - 21)

Hoje quero falar de administração no sentido lato da palavra. Vamos nos restringir ao texto,  porém pode ser aplicado a toda e qualquer área da vida.

Como sempre digo, a Torah é a raiz de tudo, e nenhuma doutrina ou ensinamento pode ser calcado fora dela. Então como explicar as palavras do Mestre Yeshua ?

A Torah explica:
A parábola que Yeshua nos conta tem uma moral, a saber:

*Quem é fiel no pouco,  no muito será colocado*

Partindo deste princípio vamos achar muito respaldo na Torah,  confere:

Fiel como escravo:
1. José fora, portanto, levado ao Egito, onde os ismaelitas o venderam a um egípcio chamado Potifar, um oficial que era capitão da guarda do palácio.
(Gênesis, 39)

Fiel como mordomo.
4. Dessa maneira José ganhou a simpatia do seu dono, que o promoveu a seu ajudante pessoal, como administrador de seus bens. Potifar deixou a seu cuidado sua própria casa e lhe confiou tudo o que possuía.
(Gênesis, 39)

Fiel ao ETERNO.

7. Algum tempo depois, a mulher do seu senhor começou a cobiçar José. E um dia ela o convidou: “Vem e deita-te comigo!”
8. No entanto, ele se recusou e afirmou à mulher do seu senhor: “Estando eu aqui, meu senhor não se preocupa com o que passa na casa e me confiou tudo o que lhe pertence.
9. Ele mesmo não exerce, nesta casa, mais autoridade do que eu, porquanto nada me negou, a não ser a senhora, pois é esposa dele. Sendo assim, como poderia eu cometer algo tão perverso para com meu senhor e pecar contra Deus?”
(Gênesis, 39)

Fiel na prisão.
7. Algum tempo depois, a mulher do seu senhor começou a cobiçar José. E um dia ela o convidou: “Vem e deita-te comigo!”
8. No entanto, ele se recusou e afirmou à mulher do seu senhor: “Estando eu aqui, meu senhor não se preocupa com o que passa na casa e me confiou tudo o que lhe pertence.
9. Ele mesmo não exerce, nesta casa, mais autoridade do que eu, porquanto nada me negou, a não ser a senhora, pois é esposa dele. Sendo assim, como poderia eu cometer algo tão perverso para com meu senhor e pecar contra Deus?”
(Gênesis, 39)

Fostes fiel no no pouco, sobre o muito te colocarei.

39. Então o Faraó declarou a José: “Visto que Deus te fez saber tudo isso, não há ninguém tão perspicaz e sábio como tu em nossas terras!
40. Tu serás o administrador do meu palácio e todo o meu povo se conformará às tuas ordens; só no trono te precederei!”
(Gênesis, 41)

Veja que a história de José é um quadro pintado pelas mãos do ETERNO sobre as palavras de Yeshua.  A Torah nos ensina a fidelidade em todos os campos da vida, trazendo sobre si a bênção do ETERNO.  Podemos dizer que o ETERNO assina embaixo na instrução  (Torah ) de Yeshua.

Aplicabilidade.

Devemos viver de acordo com o que o ETERNO nos concedeu para gerar fidelidade.

José foi colocado como escravo e viveu como tal.

Foi mordomo de Potifar e não tocou na esposa do seu senhor sabendo que lhe era vedado. Viveu como subalterno e não arrogou regalias q não lhe era pertinente.

Foi preso e viveu como tal.

Foi governador do Egito e não foi além do que podia. Fiel em tudo.

Nos ganhamos X de salário  e queremos gastar o alfabeto inteiro e depois queremos provisão para sanar dívidas que fizemos além das nossas condições. Isto é infidelidade , vivemos uma vida que não podemos viver. Vivemos de aparência e não de realidade.

Administrar é como ensinou Yeshua,  pegar o que Ele lhe deu e multiplicar e não gastar aleatoriamente e sem responsabilidade. 

E quando demonstramos  irresponsabilidade com o que Ele nos dá,  além de não depositar mais confiança em nós ainda nos tira o que foi dado e entrega a outro que é servo bom e fiel.

Vamos mudar nossa conduta na administração dos bens que Ele nos dá

Amém amém

                     Marcos Deco

Se edificou repasse. . .

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Esperar no SENHOR

Torah  (instrução )

Espera no SENHOR.

...mas aqueles que esperam no SENHOR renovam suas forças. Voam alto como águias; correm e não se fatigam, caminham e não se cansam.
(Isaías, 40.31)

Temos neste texto uma promessa de renovo, de ser elevado as alturas  e não deixar se vencer pelo cansaço.  Mas quando nos deparamos com multidões de pessoas que servem ao ETERNO o que percebemos é exatamente o oposto. Pessoas desmotivadas,  desistentes e cansadas ao extremo, qual o motivo disso?

Muito simples, o texto inicia dizendo que devemos *esperar* no ALTÍSSIMO,  porém fazemos o contrário disso é não rendemos frutos,  antes muita fatiga e cansaço.

A Torah nos ensina:

Quando a nuvem se elevava sobre o Tabernáculo, então os filhos de Israel punham-se em marcha; no lugar onde a nuvem parava, aí acampavam os israelitas.  De acordo com a ordem do SENHOR, o povo de Israel partia, e segundo a ordem do SENHOR, acampavam. Permaneciam acampados durante todo o tempo em que a nuvem repousava sobre a santa Habitação. Se a nuvem permanecesse muitos dias sobre o Tabernáculo, os filhos de Israel prestavam seu culto a Yahweh e não partiam. Às vezes, a nuvem se detinha poucos dias sobre o Tabernáculo, então acampavam segundo as orientações do SENHOR e também partiam em conformidade com as ordens de Yahweh.  Se acontecia que a nuvem, depois de ter permanecido desde a tarde até a manhã, elevava-se ao amanhecer, então partiam. Em algumas ocasiões a nuvem se elevava depois de haver permanecido um dia e uma noite, e então partiam. Outras vezes a nuvem permanecia dois dias, um mês ou um ano; enquanto a nuvem permanecia sobre o Tabernáculo, os israelitas ficavam também acampados; mas quando ela se levantava, então igualmente partiam. Conforme as determinações do SENHOR, acampavam, e *conforme as ordens do SENHOR, marchavam. Prestavam culto a Yahweh, seguindo as ordens de Yahweh comunicadas por Moisés.
(Números, 9, 18 - 23.)

Veja que o segredo de se renovar, voar e não se cansar está em andar em conformidade com a vontade do ETERNO.  Se a nuvem levantar, levante - se e caminhe, caso contrário fique onde está.  Porém queremos andar, correr e voar por conta própria,  e digo com convicção,  não conseguimos. Então se você quiser o cumprimento da promessa tem que esperar no SENHOR.  Não faça nada de si mesmo, vai gerar apenas cansaço,  frustração e desânimo.

Espera no SENHOR.

Amém amém

                     Marcos Deco