QUEM SOMOS ?

QUEM SOMOS ?
Marcos e Josilene Deco, unidos pelo segundo matrimônio, somos pais de 6 filhos, sendo 4 do meu primeiro casamento e 2 do primeiro casamento dela. Conheço Yeshua nosso salvador desde 1995 e a Josilene nasceu numa família de crentes. Ela formada em Serviço social e eu cursando Letras. Fui consagrado ao ministério pastoral em 2003, iniciei um processo de conhecimento das Raízes da fé judaica, o qual me entreguei totalmente. Hoje trabalhamos para o reino de forma mais liberal, sem vínculos eclesiásticos, mas servindo ao corpo naquilo que possível. Nossa função tanto no blog quanto em toda a nossa vida é testemunhar a salvação por nós recebida pela fé no Mashiach Yeshua. Amém.

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Verdadeira liberdade

Pois o que pratico não é o bem que almejo, mas o mal que não quero realizar, esse eu sigo praticando. Ora, se faço o que não quero, já não sou eu quem o realiza, mas o pecado que reside em mim.(Rm 7. 19,20)



Há um tempo, fiz uma visita domiciliar por meio do meu estágio de Serviço Social que nunca irei esquecer!!!

A visitada em questão tratava-se de uma mulher que estava "superando" a situação de rua. Analisando a história de vida de V. (a chamarei assim por questão ética), cheguei a algumas conclusões...

Ela foi no passado ( não muito distante) uma mulher  com estrutura familiar estável, casada, mãe de dois filhos, de posses,cursava psicologia na PUC, possuía casas  de alto nível, sítio, carro zero, caminhões, viagens... possuía tudo  que o dinheiro pode comprar... Até que, a doze anos atrás, por circunstâncias... separou-se do marido, revoltou-se totalmente, "abandonou" os filhos, virou alcoólatra, enfim, viu-se em situação de rua... Perdeu sua família, sua dignidade, sua vontade de viver...

Hoje, V. tem uma nova oportunidade de ver um pouco de seus bens restituídos, com o ganho de uma causa judicial de mais de 1 milhão e a devolução de uma casa, que inclusive visitei. Casa enorme, com suíte, janelas de madeiras, bancadas e piso de granito, armários embutidos na cozinha e quartos, lustres, varandas, área de churrasqueira, espelhos enormes, três banheiros...

Mas ainda assim vive na rua, em uma situação deplorável, "não consegue" ficar em paz dentro da própria casa...

O argumento é que não tem gás, não tem como comprar alimentos...

Mas esse não é o real motivo!!!

Pude constatar o que o inimigo faz com as pessoas que  abrem  espaço para o seu agir.  Ele literalmente destrói, rouba e mata, mais do que fisicamente, ele tem prazer em matar, roubar, destruir sonhos, dignidade, reputação, esperança, confiança em Deus...


V. "conhece" o evangelho, tem consciência do agir do inimigo em sua vida, mas não tem forças, sozinha de superar a situação.


Hoje, ela estava alcoolizada, com higiene precária, cabelo desgrenhado, chorando muito, inconstante e confusa em alguns momentos, um turbilhão de sentimentos, uma mente cheia de problemas e vazia de Deus... Ela disse algo que chamou minha atenção:

" meus filhos são muito ricos, eu já fui rica e hoje estou aqui. Quando se está no topo a queda é mais difícil, quando se tem tudo e se perde, dói muito mais, eu perdi tudo. O que eu vou fazer sozinha numa casa dessa? Dinheiro não é nada quando não se tem amor." (Grifo nosso)

Sinceramente, o que nos difere de V. ?

Somos tão carentes do amor do Eterno quanto ela. Também lutamos constantemente contra a carne, nossa vontade de fazer o mal, o pecado que assola nossa alma, contra o inimigo... Buscamos libertação de nós mesmos, todos os dias...

Somente em Yeshua encontramos verdadeira liberdade! Pois somente Ele levou sobre si todo peso do pecado em uma cruz, somente Ele verdadeiramente nos liberta! Então, nos apressemos em conhecer Yeshua, a verdade que liberta!!! Aleluia!

Conte seu testemunho
envie para 
prmarcosdeco@gmail.com




2 comentários:

Deise Oliver disse...

Por isso costumo dizer que o vazio no peito é do tamanho de Deus.Somente Nele encontramos a verdadeira paz ,somente Ele é capaz de preencher as lacunas do nosso ser.

Marcos Deco disse...

Muito bom este testemunho. Nos faz repensar...